Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Vendas no Dia das Mães caem pela 1ª vez desde 2003, diz Serasa

Orçamento apertado das consumidores com a alta da inflação, o custo elevado do crédito e a queda nos níveis de confiança pesaram sobre o resultado

Por Da Redação 11 Maio 2015, 13h17

As vendas para o Dia das Mães caíram pela primeira vez em mais de dez anos e o comércio registrou o pior resultado para o período desde 2003. O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, que mediu as vendas na semana da data comemorativa de 2015, revelou que de 4 a 10 de maio houve queda de 2,6% nas vendas em relação ao mesmo período do ano anterior (5 a 11 de maio). Os economistas da instituição apontam o orçamento apertado dos consumidores com a alta da inflação, o custo elevado do crédito e a queda nos níveis de confiança como fatores que pesaram para o resultado.

Esta é a primeira queda desde o início da série histórica, em 2003. Especificamente no final de semana do Dia das Mães, de 8 a 10 de maio, as vendas caíram 3,9% em todo o país na comparação com o final de semana equivalente do ano anterior (9 a 11 de maio).

Leia mais:

Comércio prevê o pior Dia das Mães em vendas em 11 anos

Dez indícios que mostram que você é consumista

Continua após a publicidade

São Paulo e Brasília são as cidades mais caras do Brasil, aponta BC

Na cidade de São Paulo, a queda nas vendas durante a semana do Dia das Mães foi de 4,9% ante a mesma semana do ano passado. No final de semana da data, a retração foi de 6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Nos shopping, a associação dos lojistas estima que as vendas tiveram o menor crescimento em sete anos, entre 0,5% e 1%.

A expectativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) era de que o varejo brasileiro registrasse este ano pior desempenho em um Dia das Mães desde 2004, com alta de apenas 0,5% no volume de vendas sobre 2014, para 6,5 bilhões de reais.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade