Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vendas globais do McDonald’s caem 1,8% em janeiro

Regiões da Ásia e do Pacífico, do Oriente Médio e da África lideraram as perdas, com retração de 12,6% nas vendas no primeiro mês do ano

As vendas globais do McDonald’s caíram 1,8% em janeiro, acima dos 1,2% esperados por analistas. As regiões da Ásia e do Pacífico, do Oriente Médio e da África lideraram as perdas, com retração de 12,6% nas vendas no primeiro mês do ano. O resultado negativo reforça que a empresa ainda não conseguiu superar o impacto do problema envolvendo um fornecedor de carne da rede, a chinesa Shanghai Husi Food, controlado pelo grupo OSI, dos Estados Unidos.

A imprensa chinesa acusou a Shanghai Husi de vender intencionalmente carne vencida para redes de restaurantes, incluindo o McDonald’s do Japão. No país, o McDonald’s esteve envolvido em pelo menos outros dois escândalos: um dente humano foi encontrado dentro de uma porção de batatas fritas em agosto e, em dezembro, uma criança teve ferimentos leves ao encontrar um pedaço de plástico em um sorvete.

Leia mais:

McDonald’s troca presidente para sair de crise

Após denúncia de carne vencida, lucro do McDonald’s cai 30% no 3º tri

Pivô de uma série de escândalos, McDonald’s do Japão tem queda de 21% nas vendas em dezembro

Nos EUA, as vendas da rede de fast food cresceram 0,4% no mês passado, superando a previsão de um aumento de 0,3%. Na Europa, houve aumento de 0,5% nas vendas, também acima da expectativa de baixa de 0,5%. Neste caso, o bom desempenho foi impulsionado pelas operações no Reino Unido e Alemanha.

No fim do mês passado, o McDonald’s anunciou a saída de seu presidente, Don Thompson, em uma tentativa de melhorar as vendas depois de meses em crise. Ele deixará o cargo no dia 1º de março e será substituído por Steve Easterbrook, que era vice-presidente responsável pela marca e ex-chefe de operações da rede de fast food na Europa.

(Com Estadão Conteúdo)