Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vendas do varejo têm pior resultado em 10 anos

Em dezembro de 2013, resultado do comércio brasileiro decepcionou e recuou 0,2%, apesar do Natal

O ano de 2013 foi o pior para o varejo brasileiro em 10 anos. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira, o varejo vendeu 4,3% a mais ano passado do que em 2012, mas esta é a menor taxa de expansão desde 2003, quando o indicador caiu 3,7%. Nos anos seguintes, o setor apresentou alta e, em 2012, cresceu 8,4%.

Em dezembro, época tradicionalmente boa para o varejo por causa das festas de fim de ano e o Natal, o volume de vendas do comércio brasileiro caiu 0,2% na comparação com novembro. Na relação com dezembro de 2012, porém, houve aumento de 4% nas vendas.

Os números vieram piores do que esperavam analistas. Uma pesquisa da agência Reuters, feita com 21 economistas, apontava expectativa de alta de 0,4% em dezembro ante novembro e de expansão de 5,10% em 2013.

Em termos de receita, o setor registrou aumento de 11,9% em 2013. Em dezembro, o faturamento subiu 0,5% em comparação a novembro e 10,7% ante o último mês de 2012.

Leia mais:

Vendas de Natal têm pior crescimento desde 2003

Vendas do e-commerce crescem 25% no Natal

Ainda segundo o instituto, no varejo ampliado – que inclui as atividades de veículos, motos, peças e material de construção – o volume de vendas caiu 1,5% em dezembro frente a novembro, mas cresceu 2,9% em relação ao mesmo mês de 2012. No ano, o setor cresceu 3,6%.

Avaliando as receitas, o varejo brasileiro registrou queda de 1%, em dezembro na relação com novembro, e expansão de 8,7% em comparação a dezembro do ano anterior. Em 2013, a alta foi de 8,9% no faturamento das vendas.

Antecipação – Um levantamento da Serasa Experian de Atividade do Comércio, divulgado logo após o Natal, mostrou que as vendas haviam crescido 2,7% em todo o Brasil entre os dias 18 e 24 deste mês, ante igual período de 2012. Este teria sido o desempenho mais fraco da data desde 2003, quando o levantamento começou a ser feito. No fim de semana anterior ao Natal, entre os dias 20 e 22, as vendas do setor avançaram 2,1% em relação ao período correspondente do ano passado.