Clique e assine a partir de 8,90/mês

Vendas do varejo crescem em janeiro na zona do euro

Ainda assim, aumento de vendas foi tímido, de 1,2% em relação a dezembro. Na comparação anual, houve queda de 1,3%

Por Da Redação - 5 mar 2013, 09h56

As vendas no varejo na zona do euro expandiram mais do que o esperado em janeiro, uma vez que os consumidores alemães gastaram mais livremente com roupas e alimentação. Mas, o consumo moderado na França e a queda das vendas da Irlanda à Finlândia mostraram situações divergentes no bloco.

O volume de negócios no varejo para os 17 países que usam o euro como moeda aumentou 1,2% em janeiro ante dezembro, informou a agência de estatísticas Eurostat da União Europeia (UE) nesta terça-feira, mais do que o aumento de 0,2% previsto por economistas.

Leia mais: PIB do Brasil só é maior do que o da problemática zona do euro

Zona do euro enfrentará nova recessão em 2013, prevê UE

O aumento também compensou uma queda nas vendas de dezembro, impulsionado por uma expansão de 3,1% nas vendas no varejo na Alemanha e Bélgica, duas economias que são tradicionais exportadoras. Na comparação anual, entretanto, as vendas no varejo caíram 1,3% no mês, afirmou a Eurostat. Em uma época de desemprego recorde no sul da Europa, muitas famílias relutam em gastar, o que ajudaria a zona do euro a sair de sua segunda recessão desde 2009.

Na França, tradicional parceiro da Alemanha na integração europeia, as vendas no varejo subiram apenas 0,9% em janeiro ante dezembro, uma vez que a economia do país encontra problemas para evitar uma estagnação neste ano. Mesmo na rica Finlândia as vendas no varejo recuaram 1,2% e na Irlanda, que está lentamente se recuperando de sua crise bancária, os consumidores também reduziram os gastos e o volume de vendas caiu 1%.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade