Clique e assine com 88% de desconto

Vendas do Carrefour no Brasil crescem 9,7% no 3º tri

América Latina compensou baixo desempenho das vendas na Itália e Espanha. Mercado francês começa a se recuperar, após medidas

Por Da Redação - 11 out 2012, 12h46

O Carrefour teve alta anual de 0,2% nas vendas do terceiro trimestre, com a demanda na América Latina – com destaque para o crescimento de 9,7% das vendas no Brasil – compensando a fraqueza do mercado italiano e espanhol. Já a França, onde a empresa é sedeada, começa a mostrar sinais de melhora. O segundo maior grupo varejista do mundo anunciou nesta quinta-feira vendas de 22,63 bilhões de euros (29,2 bilhões de dólares), superando a estimativa média de 22,57 bilhões de euros de analistas.

O resultado mostra que as medidas de cortes de preços para os consumidores franceses, adotada no ano passado, começa a fazer efeito. Excluindo a venda de combustíveis e o efeito cambial, a receita na França caiu 1,5%, inferior à queda de 3,3% no segundo trimestre. As vendas nos hipermercados franceses da rede encolheram 3,3%, contra queda de 5,7% nos três meses anteriores. As vendas no segmento de alimentos aumentaram pelo terceiro trimestre seguido.

Leia mais:

Carrefour apresenta plano de reestruturação e destaca Brasil e China

Publicidade

Presidente do Carrefour diz que recuperação levará 3 anos

Pesos – Os mercado emergentes vem compensando a desaceleração de vendas dos países tradicionais do Carrefour. Apesar de a China continuar a mostrar o desaquecimento da economia, o Brasil surpreendeu e representa o segundo maior mercado do Carrefour depois da França. As vendas no Brasil aumentaram 9,7%.

Contudo, o Carrefour ainda tem grandes operações nos países que mais estão sofrendo com a crise, como Espanha e Itália, embora tenha saído da Grécia. Os mercados espanhol e italiano responderam por mais de 16% das vendas do grupo no terceiro trimestre. As vendas caíram 5,4% na Espanha e 6,6% na Itália, excluindo combustíveis.

(Com agência Reuters)

Publicidade