Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vendas de moradias usadas nos EUA recuam 2,6% em março

WASHINGTON, 19 Abr (Reuters) – As vendas de moradias usadas nos Estados Unidos recuaram em março, mas a oferta de propriedades no mercado apertou e os preços subiram, dando sinais mistos em relação ao ritmo de recuperação do setor imobiliário.

A Associação Nacional de Corretoras informou nesta quinta-feira que as vendas de moradias usadas recuaram 2,6 por cento em uma taxa anual de 4,48 milhões de unidades no mês passado.

Economistas consultados pela Reuters esperavam vendas de 4,62 milhões de unidades no mês passado.

O ritmo das vendas de fevereiro foi ligeiramente revisado para cima para 4,60 milhões de unidades, ante 4,59 milhões reportadas anteriormente.

Em um sinal de que o excesso de moradias não vendidas está caindo, os estoques recuaram para 2,37 milhões. Em alguns mercados, corretores reportaram escassez de moradias, segundo a associação.

A associação informou ainda que mesmo com o declínio de março, o ritmo das vendas no primeiros três meses do ano marcaram o mais forte primeiro trimestre desde 2007. A melhora do mercado de trabalho deu aos corretores de imóveis uma projeção mais otimista para o resto do ano.

“Esse movimento parece ser muito sustentável”, disse o economista da associação, Lawrence Yun, referindo-se ao ritmo das vendas durante o primeiro trimestre.

E em um sinal de que a saturação de casas não vendidas no país está reduzindo, o número de inventários caiu para 2,37 milhões. Corretores em alguns mercado reportaram escassez de estoques de casas, disse Yun.

Em todo o país, o preço médio para a revenda de casas subiu para 163.800 dólares em março, 2,5 por cento maior ante o ano anterior.

(Reportagem de Jason Lange)