Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venda global de potássio pode atingir 60 mi/t em 2012

Por Gabriela Mello e Filipe Domingues

São Paulo – A companhia russa Uralkali, maior fabricante de fertilizantes de potássio do mundo, espera que as vendas globais no próximo ano subam para 59 milhões a 60 milhões de toneladas, ante 58 milhões de toneladas previstas para 2011. A companhia espera que os produtores no mundo inteiro continuem com margens positivas em 2012, o que impulsionará as vendas anuais em 1 milhão a 2 milhões de toneladas, afirmou hoje o executivo-chefe Vladislav Baumgertner.

A empresa estima a própria produção entre 11,3 milhões e 11,8 milhões de toneladas no próximo ano, mas pode produzir até 12,5 milhões de toneladas se as condições de mercado permanecerem favoráveis, de acordo com Baumgertner. Em 2011, a Uralkali deve alcançar entre 10,8 milhões e 11 milhões de toneladas de fertilizantes de potássio.

Baumgertner avalia que, mesmo se a situação do mercado se deteriorar em 2012, tanto os preços à vista quanto os contratados devem permanecer nos níveis atuais. Segundo o executivo, a China encerrará 2011 com estoques de fertilizante de potássio maiores do que o normal, o que vai atrasar as negociações de preço da Uralkali com produtores locais até abril ou maio.

Baumgertner também declarou que a companhia não vai reduzir o preço do contrato de potássio para a Índia, apesar da desvalorização expressiva da rupia. Anteriormente, a Uralkali concordou em vender potássio por US$ 490/t para a Índia até março. A produtora russa de fertilizantes PhosAgro afirmou em 24 de novembro que concordou em baixar preços para seus clientes indianos por causa da recente queda no valor da rupia. As informações são da Dow Jones.