Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Varejo mostra recuperação e vendas crescem 0,5% em junho

Este é o terceiro mês consecutivo que o comércio brasileiro tem aumento no volume de vendas. Em termos de receita, o varejo sentiu um aumento de 0,9%

O comércio brasileiro vendeu 0,5% a mais em junho do que em maio em termos de volume, o terceiro resultado positivo consecutivo, indicou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Na mesma base de comparação, a receita obtida pelo varejo com as vendas subiu 0,9%, o 13º mês de taxas positivas. Ambos os números já são sazonalmente ajustados.

Em relação a junho do ano passado, em dados sem ajuste, o volume de vendas do varejo brasileiro cresceu 1,7%, enquanto a receita subiu 9,9%. No acumulado do ano, o volume e receita também aumentaram: 3% e 11,3%, respectivamente. Já em 12 meses, os dois indicadores cresceram 5,5% e 11,9%, de acordo com o IBGE.

Leia mais:

Varejo tem o pior Dia dos Pais em 3 anos, aponta Serasa

Varejo e construção esperam desoneração da folha

Na comparação de junho com maio, seis das dez atividades pesquisadas registraram resultados positivos para o volume de vendas: Móveis e eletrodomésticos (1,8%); Livros, jornais, revistas e papelaria (1,0%); Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,0%); Veículos e motos, partes e peças (0,9%); Combustíveis e lubrificantes (0,9%); Material de construção (0,6%).

Por outro lado, mostraram queda nas vendas os grupos Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,1%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,4%), Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-0,5%) e Tecidos, vestuário e calçados (-1,4%).