Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Valorização do dólar sobre real em 2011 é a segunda maior desde 2002

A alta do dólar em relação ao real no ano passado foi de 12,58%, menor apenas que a registrada em 2008

Por Da Redação - 3 jan 2012, 13h28

Com alta de 12,58%, a valorização do dólar em relação ao real em 2011 foi a segunda maior desde 2002 – ano em que a moeda americana subiu 52,27%. Segundo a consultoria Economatica, desde então, a moeda americana só registrou uma maior alta que a atual em 2008, momento mais crítico da crise financeira global, quando se valorizou 31,94%.

A alta prejudica as empresas brasileiras com dívida em dólar. Caso não tenham ferramenta de proteção às variações cambiais (hedge), a valorização de 2011 pode corroer os resultados.

América Latina – Na América Latina, entre os sete países pesquisados, o México foi único país cuja moeda se desvalorizou, em relação ao dólar, mais que a brasileira. A alta da moeda americana por lá foi de 12,94%. Em terceiro lugar no ranking ficou o Chile, onde o dólar se valorizou 10,98%. Em contrapartida, no Peru e na Colômbia, a moeda americana teve desvalorização de 3,93% e 3,5%, respectivamente. A Economatica analisou apenas as economias consideradas mais relevantes da região.

Previsão – O mercado, porém, acredita que a moeda americana não seja um bom investimento em 2012 no Brasil. De acordo com o relatório Focus do Banco Central divulgado na última segunda-feira, o dólar deve terminar o ano em 1,75 real – uma queda de 6,70% em relação ao valor registrado no fim de dezembro do ano passado.

Publicidade