Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Valor da folha de pagamento cresce 0,4% no mês de maio

Após recuo de 0,9% na pesquisa anterior, IBGE revela retorno ao crescimento

Por Da Redação 8 jul 2011, 11h54

Em comparação a maio do ano passado, o valor da folha de pagamento real avançou 5,0%

O valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria, ajustado sazonalmente, cresceu 0,4% em maio ante abril – após ter recuado 0,9% na leitura anterior, de acordo com dados da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em comparação a maio do ano passado, o valor da folha de pagamento real avançou 5,0%, a 17ª taxa positiva consecutiva. No ano, a folha de pagamento acumula alta de 5,9% e, em 12 meses, de 7,6%. O valor da folha de pagamento real cresceu em maio, frente a maio do ano passado, em 13 dos 18 setores industriais pesquisados na pesquisa.

Avanços – Os destaques foram registrados nas atividades de meios de transporte (15,9%), alimentos e bebidas (5,9%), máquinas e equipamentos (6,7%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (9,5%), metalurgia básica (6,9%) e minerais não metálicos (7,0%). Já os impactos negativos mais relevantes foram apontados por papel e gráfica (-12,8%) e calçados e couro (-5,1%).

Na mesma comparação, o valor da folha de pagamento real mostrou expansão em 13 dos 14 locais pesquisados. A principal contribuição positiva sobre a média da indústria foi registrada em São Paulo (4,4%), impulsionada por avanços dos setores de meios de transporte (16,7%), alimentos e bebidas (8,5%) e máquinas e equipamentos (6,4%).

Outros destaques foram Minas Gerais (12,2%); região nordeste (6,1%); Paraná (6,2%); Rio de Janeiro (5,1%); e Rio Grande do Sul (4,6%). Na ponta oposta, o único resultado negativo no valor da folha de pagamento real foi verificado no Espírito Santo (-10,2%), devido à queda de 46,8% no setor de metalurgia básica, pressionado pela elevada base de comparação decorrente do pagamento de participação nos lucros em importante empresa do setor em maio de 2010.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade