Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vale pede registro para emissão de R$750 mi em debêntures

A oferta poderá ser aumentada em até 35% devido a colocação de 150 mil debêntures adicionais

A mineradora Vale divulgou na noite do último domingo um pedido de registro para oferta pública de debêntures – títulos de dívidas da empresa – de infraestrutura no valor total de 750 milhões de reais, informando que os recursos serão integralmente destinados ao projeto Ramal Ferroviário Sudeste do Pará. Serão distribuídas 750.000 debêntures não conversíveis em ações, no valor de 1.000 reais cada, em operação marcada para 15 de janeiro de 2014.

Em fato relevante, a companhia divulgou que a oferta poderá ser aumentada em até 35%, ou 262,5 milhões de reais, em virtude da colocação de até 150.000 debêntures adicionais e 112,5 mil debêntures suplementares. A distribuição das debêntures será feita em até quatro séries, com vencimentos em sete, dez, doze e quinze anos, informou a Vale. A operação será coordenada pelo Bradesco BBI, também contando com a participação dos bancos BB Banco de Investimento e Itaú BBA.

A companhia observou que todo o dinheiro levantado na operação será utilizado no reembolso de gastos, despesas e/ou dívidas relacionados ao projeto de infraestrutura Ramal Ferroviário Sudeste do Pará, “considerado prioritário pelo Ministério dos Transportes”, disse.

Na última sexta-feira, a agência de classificação de risco Moody’s estabeleceu o rating Baa2 em escala global e Aaa.br em escala nacional para a emissão das debêntures, mencionando a qualidade de crédito da mineradora e sua capacidade de ter um bom desempenho, apesar dos preços mais fracos em 2013.

Leia também:

Vale reduz investimentos para US$ 14,8 bilhões em 2014

S&P revisa para negativa perspectiva de risco da Vale

STJ suspende julgamento sobre tributação da Vale no exterior

(com agência Reuters)