Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vale: mudança na precificação de minério é inevitável

Por Daniela Milanesa

Londres – O diretor de Minério de Ferro e Estratégia da Vale, José Carlos Martins, disse, hoje, durante coletiva de imprensa após a apresentação do Vale Day, em Londres, que uma mudança do sistema de precificação do minério de ferro para um modelo mais líquido é inevitável neste momento.

“Tivemos pressão dos clientes para mudar o sistema de preços”, disse o executivo. Segundo ele, tanto as siderúrgicas da China quanto as da Europa estão migrando para esse novo modelo, cujos contratos estão cada vez mais próximos no preço no mercado à vista.

“Estamos dando uma grande contribuição para os clientes. As usinas são as únicas clientes para o minério de ferro e precisamos ficar perto para ajudar com as suas necessidades”, disse. Martins lembra, no entanto, que esse modelo acaba com a previsibilidade do modelo anterior, que levava em consideração o preço do minério no mercado spot por um período de três meses, com um de defasagem.

O diretor da Vale disse ainda que não vê o minério sendo negociado em bolsa, a exemplo das commodities, como o cobre. “É difícil estabelecer parâmetro para o minério”, afirmou. O executivo destacou que a siderúrgica China Steel já adotou o novo modelo e que, assim, o preço 20% menor negociado não foi, na realidade, um desconto. O executivo informou ainda que a mineradora também negocia o novo sistema com a ArcelorMittal.

Martins destacou que a Vale está impondo condições para os clientes para que essa mudança seja feita. O executivo já havia afirmado, em outra ocasião, que o cliente que optar pelo modelo em que os preços são mais próximos no mercado spot deverá se manter nele mesmo em período de alta.

Por fim, o executivo disse que a mineradora brasileira não vê entusiasmo com a demanda europeia no próximo ano. (colaborou Fernanda Guimarães)