Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vale e construção civil pressionam e Bovespa cai 1,29%

Por Da Redação - 13 jan 2012, 17h22

Por Claudia Violante

São Paulo – O exercício de opções na próxima segunda-feira e o possível rebaixamento dos ratings de países europeus levaram a Bovespa a engatar uma realização de lucros mais consistente nesta sessão. Assim, a reconquista dos 60 mil pontos, prometida há tempos, mais uma vez se viu adiada. As ações de Vale, siderúrgicas e construção civil estiveram entre os destaques de baixa

O Ibovespa terminou o dia com queda de 1,29%, aos 59.146,58 pontos. Na mínima, registrou 58.874 pontos (-1,75%) e, na máxima, 59.918 pontos (estabilidade). Na semana, a bolsa acumulou ganho de 0,93% e, no mês e no ano sobe 4,22%. O giro financeiro totalizou R$ 6,584 bilhões. Os dados são preliminares.

O mercado acionário doméstico não pisou no terreno positivo em nenhum momento do dia, mas verificou as mínimas quando fontes informaram que a agência de rating Standard & Poor’s poderia anunciar os rebaixamentos nas notas de crédito de vários governos da zona do euro já nesta sexta-feira. A notícia, pelo menos para a França, se confirmou por volta das 17 horas de Brasília, antecipada por um ministro do país, que também avaliou que a notícia não era “nenhuma catástrofe”.

Continua após a publicidade
Publicidade