Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

União Europeia aceita pedido de ajuda financeira da Irlanda

País já aprovou rígido ajuste fiscal para receber aporte de quase 100 bilhões de euros

Os ministros das Finanças europeus acordaram neste domingo a ativação do mecanismo financeiro de ajuda à Irlanda, segundo o titular belga e presidente do Comitê Econômico e Financeiro (Ecofin) da UE, Didier Reynders.

A ajuda terá um valor “inferior aos 100 bilhões de euros” e será financiada através do mecanismo de assistência do orçamento comunitário, da Facilidade Europeia de Estabilidade Financeira, criada em julho, e do Fundo Monetário Internacional, segundo declarações de Reynders.

Reino Unido e Suécia, dois países da UE que não são membros da zona do euro, também participarão da ajuda.

Apesar de o dinheiro ser destinado principalmente aos bancos, os empréstimos serão concedidos ao Estado irlandês, que será responsável por sua devolução.

As condições do pacote de ajuda serão definidas nos próximos dias, de comum acordo entre as autoridades irlandesas e as instituições internacionais participantes da operação: a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e FMI.

A Irlanda é o segundo estado da zona do euro a requerer a ajuda dos demais membros para evitar a moratória.

Em maio, pela primeira vez na história da união monetária europeia, os membros tiveram que improvisar um pacote financeiro para a Grécia no valor de 110 bilhões de euros, para um período de três anos, perante a impossibilidade do país de se financiar a preços razoáveis no mercado.

(com Agência EFE)