Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

UE pode punir Espanha por déficit e inação

Por Da Redação 14 fev 2012, 09h40

BRUXELAS/MADRI, 14 Fev (Reuters) – A União Europeia deve tomar uma ação contra o novo governo da Espanha até maio por adiar medidas de austeridade antes das eleições regionais do mês que vem, disseram fontes à Reuters.

A decisão final ainda precisa ser tomada, mas a Comissão Europeia acredita que o governo exagerou os números do déficit de 2011 para que os dados deste ano parecessem melhores. A Espanha também não está lidando rápido o bastante com a deterioração das finanças públicas esperada para 2012, pondo em risco o crescimento do país no longo prazo, disseram três autoridades de alto escalão da UE.

Questionada se o comissário europeu para Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, tomará medidas e recomendará que os 27 ministros das Finanças do bloco adotem sanções contra Madri, uma das autoridades disse: “É muito provável.”

“Não é que nós queiramos. Mas se houver um desvio, e isso é quase inevitável, então teremos de fazê-lo”, acrescentou a autoridade, falando sob condição de anonimato.

A Espanha está sob o chamado “procedimento de déficit excessivo” desde abril de 2009 por estourar o limite da UE, de 3 por cento do PIB. Vinte e três das 27 nações da UE estão nesse procedimento, mas Madri pode enfrentar multas de até 0,1 por cento da produção econômica por não reduzir seu déficit.

(Por Julien Toyer e Paul Day; reportagem adicional de Jan Strupczewski)

Continua após a publicidade

Publicidade