Clique e assine com 88% de desconto

UE aprova novas sanções contra a Síria

Por Da Redação - 27 fev 2012, 08h33

A União Europeia (UE) aprovou nesta segunda-feira novas sanções contra a Síria com o objetivo de debilitar o regime de Bashar al-Assad, ante a sangrenta repressão executada contra o movimento de revolta no país.

“Aprovamos novas sanções durante uma reunião de ministros das Relações Exteriores dos 27 em Bruxelas”, afirma um comunicado da UE.

As sanções pretendem, sobretudo, congelar os depósitos do Banco Central sírio e a maioria das transações com esta instituição.

Também inclui mais sete pessoas na lista de sírios com visto negado na UE. A lista conta agora com 150 nomes.

Publicidade

Homs, a “capital da revolução”, se tornou o símbolo da repressão das forças de segurança, que bombardeiam a cidade desde 4 de fevereiro, com um balanço de centenas de mortos.

Mais de 7.600 pessoas, a maioria civis, morreram desde o início da revolta na Síria em março de 2011, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A Europa reiterou em várias ocasiões o pedido de fim da violência na Síria e de renúncia de Assad, ao mesmo tempo que estimulou a resolução de condenação da Síria na Assembleia Geral da ONU, um texto vetado por Rússia e China.

Publicidade