Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UE acerta posição comum para política agrícola do bloco

Orçamento destinado ao Política Agrícola Comum da União Europeia para os sete próximos anos (2014-2020) foi reduzido em 12% para € 373,2 bilhões

Os ministros de Agricultura aprovaram o princípio de subordinar cerca de 30% da ajuda direta recebida pelos agricultores a certas medidas verdes, mas deram maior flexibilidade às regras sobre questões ambientais

Os ministros europeus da Agricultura chegaram a um acordo para reformar a Política Agrícola Comum da União Europeia (PAC). O acordo foi adotado por 25 dos 27 países da UE – com exceção de Eslovênia e Eslováquia – após dois dias de intensas negociações em Bruxelas.

A decisão, que apenas reflete a posição do Conselho de Ministros da UE sobre o assunto deverá ser discutida com a Comissão e o Parlamento Europeu que, por sua vez, aprovou seu próprio projeto de reforma no último dia 13 de março. A Irlanda, que ostenta a presidência semestral da UE, espera conseguir um compromisso antes do final de seu mandato, em junho, com o objetivo de colocar a reforma em vigor até 2015.

O orçamento destinado à PAC para os sete próximos anos (2014-2020) foi reduzido em 12% para 373,2 bilhões de euros, porém a agricultura continua sendo o principal alvo de gastos da UE, com 38% do orçamento global.

Os ministros de Agricultura aprovaram o princípio de subordinar cerca de 30% da ajuda direta recebida pelos agricultores a certas medidas verdes, mas também deram maior flexibilidade às regras sobre questões ambientais da futura PAC preconizadas pela Comissão Europeia em seu projeto de reforma apresentado em outubro de 2011.

Leia também:

EUA e União Europeia discutirão acordo de livre-comércio

(com agência France-Presse)