Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Uber quer patente de sistema que identifica passageiro bêbado

O novo sistema vai aprender como o usuário normalmente faz uso da plataforma - conseguindo apontar comportamentos incomuns

A Uber quer implementar um recurso em seu aplicativo para identificar passageiros bêbados que solicitam corridas. O novo sistema vai aprender como o usuário normalmente faz uso da plataforma, conseguindo dessa forma apontar comportamentos incomuns. A novidade foi revelada pela rede CNN, que teve acesso ao pedido de patente da companhia.

Com uso da inteligência artificial será possível identificar uma série de fatores, como a precisão com que o usuário clica em links e botões, o ângulo do celular enquanto a pessoa digita e a velocidade com que ela anda enquanto usa o aplicativo. Apesar de não citar a palavra “bêbado”, o texto da patente diz que o objetivo é identificar se o usuário está em estado “normal ou anormal”.

O horário de solicitação da corrida e o local também serão considerados pelo sistema – em regiões conhecidas pela vida noturna haverá mais chances de o usuário estar alcoolizado.

Segundo o pedido de patente, a nova tecnologia pode culminar em alterações nas viagens. Os motoristas podem começar a receber alertas sobre o estado do usuário. Dessa forma, condutores mais experientes terão prioridade para atender os passageiros bêbados. Motoristas também poderão recusar pedidos de viagem de passageiros bêbados.

A tecnologia do mapa também pode ser aprimorada para identificar com mais assertividade a localização da pessoa. Com esse recurso, os passageiros ficam impossibilitados de escolher uma corrida compartilhada.