Clique e assine a partir de 9,90/mês

Trump indica o próximo presidente do Banco Mundial

O candidato é David Malpass, atual subsecretário do Departamento do Tesouro

Por Por Redação - 6 fev 2019, 20h29

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou formalmente nesta quarta-feira, 6, ao cargo de presidente do Banco Mundial, o subsecretário do Departamento do Tesouro, David Malpass. Nome leal ao presidente norte-americano, Malpass prometeu reformas “pró-crescimento” na instituição global e faz duras criticas às intituições multilaterais, o que torna a escolha polêmica. 

Em um evento realizado na Casa Branca, Trump destacou que Malpass é uma pessoa “muito especial”, com mais de 40 anos de experiência financeira e afirmou que não há candidato melhor para o cargo. A indicação de Malpass sinaliza que o governo Trump quer maior controle sobre o Banco Mundial.

“Ele lutou para garantir que o financiamento esteja concentrado em lugares e projetos que realmente precisam de ajuda, incluindo pessoas vivendo na extrema pobreza”, disse Trump ao anunciar sua escolha na Casa Branca ao lado de Malpass.

A direção do Banco Mundial deve aprovar a candidatura. O órgão afirmou fazer uma seleção transparente e  baseada no mérito. Tradicionalmente, o governo americano é quem escolhe a presidência do Banco Mundial, mas quem ocupa hoje o cargo é a búlgara Kristalina Georgieva, diretora-executiva da instituição, devido à surpreendente renúncia do americano Jim Yong Kim três anos antes da conclusão de seu mandato no cargo.

Continua após a publicidade

O subsecretário do Tesouro para assuntos internacionais, Malpass criticou o Banco Mundial e outras instituições multilaterais por terem ficado maiores, mais “intrusivas” e “entrincheiradas”. Ele também condena o banco por continuar emprestando à China, país que em sua visão, é muito rico para receber tal ajuda.

(Com EFE e Reuters)

Publicidade