Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump anuncia que EUA vão impor novas tarifas a produtos chineses

Presidente americano anuncia elevação de taxas e irá cobrar de 15% a 30% de importações chinesas; mais cedo, país asiático havia tomado medida semelhante

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abriu mais um capítulo da guerra comercial. Ele anunciou nesta sexta-feira, 23, mais medidas contra produtos chineses. Após prometer mais cedo retaliar a medida de Pequim de taxar 75 bilhões de dólares em produtos americanos, o republicano disse que irá elevar ainda mais as tarifas que os EUA cobram de produtos chineses.

As alíquotas de 10% a 300 bilhões de dólares em produtos chineses, que começariam a ser cobradas no próximo dia 1º, subirão para 15%. Além disso, anunciou uma taxação adicional, de 25% para 30% a 250 bilhões de dólares em produtos que já estavam sendo tarifados.

“Por muitos anos, a China (e muitos outros países) tem se aproveitado dos EUA em comércio, roubo de propriedade intelectual e muito mais. Nosso país está perdendo centenas de bilhões de dólares por ano para a China sem fim à vista”, tuitou o presidente logo antes de anunciar as novas tarifas. 

Após muito ameaçar, a China anunciou medidas contra a taxação de produtos. As alíquotas vão de e 5% a 25% sobre 75 bilhões em produtos exportados pelos EUA, especialmente automóveis, e passam a valer a partir do dia 1º de setembro, mesma data da medida dos EUA para com produtos chineses.

Mais cedo, Trump usou o Twitter para criticar as medidas da China e disse que os EUA não precisam do país asiático. Além disso, declarou que as empresas americanas precisam sair do país asiático e “voltar para casa” para produzir.

O novo capítulo da guerra comercial deve tensionar ainda mais os mercados na próxima semana. Nesta sexta, as bolsas americanas caíram cerca de 2,5%. O efeito também foi sentido aqui, com o Ibovespa recuando 2,34%.