Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Triunfo vê investimento menor em Viracopos; ação sobe

Por Da Redação 8 fev 2012, 15h43

BRASÍLIA, 8 Fev (Reuters) – A Triunfo Participações estima necessidade de um investimento 32 por cento inferior à prevista pelo governo no aeroporto de Viracopos ao longo da concessão de 30 anos do terminal.

O presidente da companhia, Carlo Botarelli, afirmou nesta quarta-feira que a Triunfo prevê investimento total de 7,8 bilhões de reais no aeroporto no interior de São Paulo, cumprindo o plano de ampliação e manutenção do edital do leilão, que fala em quantia de 11,5 bilhões de reais.

“Nosso estudo nos levou a reduzir o ‘capex'”, disse Botarelli em teleconferência com analistas, referindo-se ao termo em inglês para plano de investimentos.

Na segunda-feira, o grupo formado por Triunfo, UTC Participações e a francesa Egis Airport venceu a disputa pela concessão de Viracopos com lance de 3,8 bilhões de reais, ágio de quase 160 por cento sobre o mínimo pedido pelo governo.

A oferta foi considerada agressiva pelo mercado, que penalizou as ações da companhia por dois pregões consecutivos, derrubando-as em 13 por cento.

Nesta quarta-feira, os papéis da empresa na bolsa paulista se recuperavam e subiam perto de 6 por cento por volta de 16h30, na máxima da sessão até esse horário, cotadas a 8,10 reais. A ação não integra o Ibovespa, que operava perto da estabilidade.

RECURSOS

Continua após a publicidade

Botarelli disse que o consórcio estudou a concessão de Viracopos por seis meses. “Não é um tiro no escuro. Entre todos os participantes, fomos os únicos que desenvolveram um projeto básico de engenharia.”

A Triunfo acredita que o consórcio começará a ter receita com o aeroporto 120 dias após a assinatura do contrato de concessão -prevista para o início de maio. “E começaremos as obras 150 dias após a assinatura”, declarou.

A Triunfo disse que tem limite operacional aprovado no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para participar dos investimentos de Viracopos. Além disso, informou ter 1,2 bilhão de reais disponível no mercado de seguro garantia para o empreendimento.

Como a estatal Infraero continuará com 49 por cento de participação no aeroporto, dentro de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) a ser criada, a fatia da Triunfo em Viracopos será equivalente a 23 por cento.

Assim, neste ano e em 2013 a parcela da Triunfo nos investimentos totais programados no aeroporto será de 9,2 milhões e de 90,8 milhões de reais, respectivamente.

O forte ágio visto no leilão dos aeroportos de Guarulhos (SP) e Brasília (DF), além de Viracopos, e a previsão de investimentos vultosos levantaram temores sobre o retorno que os empreendimentos trarão aos grupos vencedores.

O ágio total sobre os pisos definidos pelo governo para outorga dos terminais foi de quase 350 por cento. Empresas nacionais e estrangeiras vão pagar 24,5 bilhões de reais para assumir o controle dos três aeroportos, contra mínimo no edital de cerca de 5,5 bilhões de reais.

(Por Leonardo Goy)

Continua após a publicidade
Publicidade