Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Trip Linhas Aéreas pode abrir capital em 2012

IPO ocorrerá se a venda de 31% da empresa para a TAM não der certo

Por Da Redação 8 set 2011, 14h30

Se a venda de 31% da Trip para a TAM, que está em discussão desde março deste ano, não vingar, a aérea regional pode abrir capital (IPO, na sigla em inglês) em 2012. A afirmação é do presidente da Trip, José Mário Caprioli dos Santos. “Estamos focados na concretização da parceria com a TAM. Mas se ela não se realizar, temos como alternativa o IPO”, afirmou. Segundo ele, nesse caso as chances de IPO em 2012 se tornariam “grandes”.

No início de agosto, com quase um mês de atraso com relação à previsão inicial, a TAM informou que concluiu “de modo satisfatório” a etapa de due diligence (análise dos números da companhia). A previsão inicial era de que a due dilligence ocorresse em 90 dias, terminando no final de junho.

Na ocasião, a TAM também informou que começou a usar, em parceria com a Trip, uma plataforma tecnológica de reservas, vendas e check-in, que permite as vendas online de bilhetes das duas empresas. Segundo executivos da TAM, é com base no resultado das vendas, por meio dessa nova tecnologia, que a empresa chegará à avaliação final se comprará os 31% da Trip ou manterá apenas o sistema de compartilhamento de voos que existe desde 2004. A previsão é que essa análise leve pelo menos 90 dias, ou seja, pelo menos até o início de novembro.

Segundo os dados mais recentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), referentes a julho, a Trip é a quinta companhia aérea, com 3,02% do mercado de aviação doméstica no Brasil, atrás de TAM (40,88%), Gol (38,14%), Azul (9,17%) e Webjet (4,95%).

Frota – A companhia aérea também informou que deve encerrar o ano com 55 aeronaves, sendo 37 modelos ATR e 18 Embraer. Hoje, sua frota é composta por 49 unidades. A afirmação foi feita pelo presidente da empresa, ao anunciar uma encomenda de 18 aviões ATR 72-600, além de opção para aquisição de 22 aeronaves adicionais, pelo total de 903 milhões de dólares. Esses aviões são configurados para 68 lugares.

Continua após a publicidade

Para 2012, a expectativa é encerrar o ano com 68 aviões na frota e, em 2013, com 79 unidades. A companhia pretende também ampliar o número de cidades que atende. “Hoje estamos em 85 municípios e até o final do ano devemos chegar a 89”, disse o executivo. Segundo ele, a previsão é que até 2013 a empresa esteja atuando em 100 cidades brasileiras.

Com relação ao faturamento, o presidente da Trip diz que a previsão é atingir neste ano 1,2 bilhão de reais, ante os 747 milhões de reais registrados no ano passado. Em 2011, a empresa deve transportar 5,3 milhões de passageiros. A previsão para 2012 é chegar a 1,8 bilhão de reais e em 2013, 2,2 bilhões de reais.

Segundo José Mário Caprioli, a Trip é hoje líder em aviação regional no Brasil, com 71% do mercado. A empresa considera como aviação regional as empresas que atuam com aeronaves de até 100 assentos.

Investimento – A Trip comprou da empresa Mectronix um simulador de voo para aviões ATR. O valor pago pelo equipamento, que chegou em junho, foi de cerca de 15 milhões de dólares, segundo Santos. “Esse simulador tem capacidade para simular 6.500 horas de voo por ano”, afirmou.

Num primeiro momento, o equipamento será usado apenas para treinar os pilotos da Trip, mas a empresa não descarta futuramente prestar serviço terceirizado de treinamento para outras companhias aéreas, de acordo José Mário Caprioli. A Trip deve encerrar este ano com 55 aeronaves em sua frota, sendo 37 delas aviões ATR.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade