Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Toyota anuncia recall de quase 1,9 milhão de Prius

Problema no sistema híbrido pode levar ao desligamento automático do veículo. Nenhum problema foi detectado em carros no Brasil até o momento

Por Da Redação 12 fev 2014, 10h59

A montadora japonesa Toyota anunciou nesta quarta-feira o recall de quase 1,9 milhão de Prius em todo o mundo devido a um problema no sistema híbrido, o que pode provocar a paralisação do veículo. Os automóveis afetados pertencem ao modelo mais recente da série Prius, fabricados entre 2009 e 2014, e funcionam com motores elétricos e movidos a gasolina. “Na pior das hipóteses, o automóvel pode parar quando está sendo dirigido. Consideramos isto um possível problema de segurança, o que explica o recall”, afirmou um porta-voz da Toyota.

O defeito no software do módulo de controle do inversor do sistema híbrido pode aparecer em quase 1 milhão de veículos no Japão, 700.000 nos Estados Unidos e 130.000 na Europa. A Toyota informou que, embora a falha técnica não tenha provocado nenhuma morte ou acidente envolvendo pessoas feridas, no total, foram registrados 400 casos no Japão e nos EUA.

“Quando é muito exigido, o programa pode fazer o veículo entrar no modo de segurança, limitando a potência disponível para direção. Em alguns casos, o módulo de controle pode ser reinicializado, deixando o sistema híbrido fora de serviço e provocando a parada do veículo”, explicou a companhia, acrescentando que a parada acontece aos poucos e não repentinamente.

Leia também:

Toyota é a maior montadora do mundo pelo segundo ano consecutivo

Brasil tem número recorde de recalls em 2013

Passado conturbado – A Toyota passou por uma crise importante desde o fim de 2009 até o início de 2010, quando anunciou um recall de emergência de quase 9 milhões de carros em todo o mundo, especialmente nos EUA, por problemas que poderiam levar ao bloqueio dos pedais de aceleração ou à reação tardia dos freios. Atualmente, porém, a montadora é bastante prudente e anuncia recalls em série assim que detecta algum erro, mesmo quando considerado pequeno.

(com agência France-Press)

Continua após a publicidade

Publicidade