Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Toshiba investirá R$ 151 milhões em nova fábrica em MG

Com os investimentos, a companhia de origem japonesa espera crescimento de 800% na sua receita liquida, alcançando 1,2 bilhão de reais em 2015

Por Da Redação 8 set 2011, 19h22

A Toshiba vai elevar de 100 milhões de reais para 151 milhões de reais os investimentos previstos para a implantação da nova fábrica de transformadores da empresa, em Betim, e na expansão da capacidade da unidade localizada em Contagem, ambas na região metropolitana de Belo Horizonte. O protocolo de intenções foi assinado nesta quinta-feira entre a secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dorothéa Werneck, e o diretor vice-presidente da Toshiba, Robson Tadeu Lage Alves.

A expansão, de acordo com o executivo, busca atender a demanda aquecida dos países da América do Sul, que estão modernizando seus sistemas de infraestrutura, construindo usinas de geração de energia, transmissão e distribuição, juntamente com a implementação do conceito de rede inteligente. Um dos objetivos, afirmou Lage Alves, é atender as obras que o Brasil fará para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016.

A nova fábrica de Contagem, que vai consumir 100 milhões de reais, já teve a terraplanagem e 50% da construção dos pilares do galpão concluídas. A previsão é que ela comece a produzir antes mesmo da data oficial de inauguração, prevista para janeiro de 2013. A unidade terá capacidade para cerca de 200 transformadores grandes por ano, usados em usinas hidrelétricas e grandes empreendimentos. Na fábrica de Contagem, a empresa está elevando em 50% sua capacidade instalada.

Em abril deste ano, a Toshiba Corporation integrou as atividades de suas duas subsidiárias no Brasil, Toshiba Transmissão e Distribuição do Brasil Ltda. (TTDB-Contagem) e Toshiba Sistemas de Transmissão e Distribuição do Brasil Ltda. (TSTB-Curitiba), que se transformaram na Toshiba Infraestrutura da América do Sul Ltda de Contagem. Com os investimentos, que estão gerando 280 empregos diretos, a companhia espera crescimento de 800% na sua receita liquida, alcançando 1,2 bilhão de reais em 2015.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade