Clique e assine com até 92% de desconto

Tóquio fecha em seu maior nível desde dezembro de 2007

O índice Nikkei subiu 0,7% e terminou o pregão com 15.138,12 pontos, graças a empresas do setor financeiro

Por Da Redação 17 Maio 2013, 10h00

As ações na bolsa de Tóquio (Japão) fecharam em terreno positivo nesta sexta-feira, uma vez que as expectativas de crescimento doméstico puxaram empresas do setor financeiro para cima, levando o índice Nikkei ao maior nível em cinco anos e meio. O índice Nikkei subiu 0,7% e terminou o pregão com 15.138,12 pontos, após a perda de 0,4% na sessão anterior. O nível de fechamento foi o mais alto desde dezembro de 2007. O volume de negócios foi sólido, totalizando 4,41 bilhões de ações sob o valor de 3,4 trilhões de ienes.

O índice abriu em baixa depois que as ações em Wall Street (bolsas americanas) caíram nesta quinta-feira com novas preocupações de que o Federal Reserve (banco central americano) pode reduzir seus esforços para estimular o crescimento. Mas a onda de compras logo apareceu tendo em vista que as expectativas sobre as políticas econômicas do governo japonês permanecem intactas.

O Japão tem sido criticado por diversos países, após o banco central adotar no início de abril um ousado plano de relaxamento monetário para combater a deflação, mas que provocou uma forte desvalorização do iene. Contudo, desde a chegada do primeiro-ministro Shinzo Abe, as medidas do governo enfraqueceram o iene e ajudaram a economia a crescer.

Leia mais: PIB do Japão cresce 3,5% no 1º trimestre

As expectativas sobre as políticas econômicas do Japão puxaram as incorporadoras imobiliárias para cima. A Mitsui Fudosan ganhou 2,4% e a Mitsubishi Estate subiu 3,4%. Entre outros motores individuais, a Hitachi ganhou 3,2% depois que a empresa anunciou a meta de lucrar mais de 350 bilhões de ienes no ano fiscal que termina em março de 2016. A Kawasaki Heavy Industries subiu 6,3% depois de anunciar na quinta-feira que recebeu um pedido no valor equivalente a cerca de 18 bilhões de euros por 100 vagões ferroviários da Washington (D.C.) Metropolitan Area Transit Authority, dos EUA.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade