Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TIM pode ter vendas suspensas no Paraná nesta 4ª feira

Anatel acusa operadora de derrubar ligações dos usuários do plano Infinity

O juiz da 11ª Vara Cível de Curitiba deve avaliar na quarta-feira o pedido de antecipação de tutela da ação do Ministério Público do Paraná que pode suspender a venda de novas linhas de celulares pela operadora TIM no estado. Matéria do jornal Folha de S.Paulo desta terça-feira mostra que a Anatel acusa a operadora de derrubar de propósito as ligações dos usuários do Infinity – plano em que os usuários pagam apenas pela ligação e não pelos minutos utilizados. Investigação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), citada na ação, aponta que os desligamentos neste tipo de plano ocorrem com frequência três vezes maior do que nos planos que não são Infinity.

Leia mais:

TIM derruba ligações de propósito, diz jornal

TIM investirá 450 milhões de reais para atender Anatel

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Curitiba (PR) fez pedido formal nesta terça-feira para que a TIM cumpra imediatamente as metas de qualidade impostas pela Anatel, sob pena de multa diária de 500 mil reais. Além disso, a Promotoria pede a suspensão da venda de novas linhas de celular, enquanto as metas de qualidade não forem cumpridas; o fornecimento de dados da base de clientes, separados por tipo de plano contratado; e a devolução dos valores, em dobro, pagos pelos clientes Infinity que tiveram de efetuar uma segunda chamada, após a interrupção da ligação por parte da operadora.

A ação coletiva de consumo tem validade em todo o Paraná, onde a operadora já havia sido punida pela Anatel com a suspensão temporária da comercialização de novas linhas, no final de julho, por liderar o ranking de reclamações dos usuários.

(com Agência Estado)