Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tesouro não mudará meta do Plano Anual de Financiamento

Por Célia Froufe e Renata Veríssimo

Brasília – De acordo com o coordenador geral de Planejamento Estratégico da Dívida Pública do Tesouro Nacional, Otavio de Medeiros, apesar do impacto positivo da queda da taxa Selic na evolução do estoque da dívida pública, o Tesouro não deve alterar as metas definidas no Plano Anual de Financiamento (PAF).

“Até este momento, apesar da mudança importante do cenário, não vimos nenhuma mudança que justifique necessidade de revisão do PAF. Esses números (do PAF) devem perdurar até o final do ano”, disse Medeiros.

Em relação à migração dos investidores da poupança para o Tesouro Direto, ele disse que pode levar até um ano para que o Tesouro Nacional identifique os reais impactos de uma possível migração desses investidores.

“Com as taxas de juros caindo, os investidores vão buscar novas aplicações e o que está mudando é o perfil de pequenos aplicadores para investimentos de mais longo prazo”, disse Medeiros. Para o coordenador, apenas daqui a um ano é que se poderá fazer a análise sobre uma possível migração da poupança para o Tesouro.

O programa Tesouro Direto alcançou a marca de 300 mil investidores cadastrados em maio, segundo informou o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública do órgão, Fernando Garrido. Nos últimos 12 meses, houve crescimento de 24,3% no total de participantes do Tesouro Direto.

Garrido evitou fazer uma relação da procura pelos investimentos e as mudanças nas novas regras da poupança, argumentando que o ingresso de novos aplicadores não foi acima do visto nos últimos meses. Ele admitiu, porém, que o Tesouro Direto pode ser um bom investimento em um momento de redução das taxas de juros.

“Não temos dados específicos sobre (os impactos) as mudanças na poupança, mas pode relacionar, sim, com o ambiente de queda das taxas de juros. Há migração dos investimentos financeiros numa busca por opções mais rentáveis e seguras”, disse.”Temos visto migração de aplicações em DI para outras com taxas prefixadas ou com índice de preços, e o crescimento do Tesouro Direto pode estar relacionado a isso”, continuou Garrido, alegando que o programa é uma excelente aplicação de médio e longo prazos.