Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tesouro Nacional capta US$ 1 bilhão com emissão de bônus no exterior

Brasília, 4 nov (EFE).- O Tesouro Nacional do Brasil captou nesta sexta-feira US$ 1 bilhão em recursos de investidores norte-americanos e europeus com taxa de juros de 4,964% ao ano, a menor taxa da história para papéis com vencimento de 30 anos.

O dinheiro foi obtido da emissão de títulos da dívida externa. O governo se comprometeu em devolver a quantia em 2041 com o valor corrigido pelos juros, segundo informou a Agência Brasil.

E emissão foi coordenada pelos bancos Barclays Capital e Bank of America Merril Lynch. Nesta segunda, o Tesouro poderá captar mais US$ 100 milhões no mercado asiático.

Esta será a segunda captação externa deste ano. A primeira aconteceu em julho, quando o governo brasileiro reabriu o vencimento de 2021 (com taxa de juros de 5,20%, até então a menor da história) e emitiu US$ 550 milhões em títulos da dívida externa.

Em julho do ano passado o governo captou R$ 1,1 bilhão numa emissão de bônus em moeda local nos mercados externos, com vencimento em 2021 e também com uma das menores taxas de juros para papéis a dez anos, de 4,18%.

A elevação da classificação de risco da dívida soberana do Brasil nos últimos meses e a aparente resistência da economia à atual crise financeira permitiram ao governo emitir bônus de menor custo para refinanciar dívida antiga de alto custo.

Na operação de hoje, a diferença técnica dos bônus brasileiros em relação aos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, considerados os mais seguros do mundo, foi de 160 pontos. EFE