Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tesla, de Elon Musk, agora aceita bitcoins no pagamento de carros

Opção está disponível nos Estados Unidos; presidente-executivo da montadora de carros elétricos tem feito movimentos favoráveis ao criptoativo

Por Larissa Quintino Atualizado em 24 mar 2021, 14h43 - Publicado em 24 mar 2021, 11h01

Em fevereiro, o bilionário Elon Musk causou burburinho no mercado ao tuitar apenas #bitcoin em seu perfil do Twitter, fazendo a moeda disparar na hora. Dias depois, o relatório anual da Tesla afirmou que, em um futuro próximo, passaria a aceitar bitcoin como moeda na compra de carros. Esse futuro chegou logo. Nesta quarta-feira, 24, o presidente-executivo da montadora anunciou que já é possível comprar os veículos utilizando a criptomoeda. O anúncio foi feito via Twitter, como costumam ser os comunicados importantes do Musk. 

Em seu perfil, o empresário afirmou que a opção está disponível para consumidores nos Estados Unidos, mas há planos de expansão para outros mercados. Segundo o bilionário, a Tesla está usando um software interno e de código aberto e opera diretamente em cirptomoeda. “O bitcoin pago à Tesla será retido como bitcoin, não convertido em moeda fiduciária”, afirmou. 

Com o anúncio, o bitcoin subiu 3,7%, cotado acima dos 56.ooo dólares em Nova York. 

O preço dos carros continua sendo em dólar, logo o comprador terá de pagar o equivalente à cotação em bitcoin, mas sem precisar converter a moeda em dólar para comprar o veículo. A companhia alerta em seu site que os clientes precisam ter atenção ao fazer as transações pela moeda digital, já que “transações em bitcoin não podem ser revertidas”.

Os bitcoins e Musk

No mesmo relatório em que afirmou que passaria a aceitar bitcoin no futuro, a Tesla revelou que, em janeiro deste ano, investiu 1,5 bilhão de dólares em bitcoin, fazendo com que a moeda disparasse 17% na ocasião. A principal fabricante de veículos elétricos do mundo apostou no bitcoin depois de atualizar sua política de investimento em janeiro para permitir a compra de ativos digitais. A estimativa do mercado é que apenas o lucro que teria tido com o aumento de valor da criptomoeda, desde então, seria próximo do lucro líquido anual da empresa no ano passado.

A empreitada de Musk com os bitcoins levanta o debate de qual será o futuro das moedas. Além da Tesla, são poucas as grandes empresas que buscam a utilização do criptoativo e há desafios sobre como adicionar moedas virtuais aos balanços.

O que os investidores entendem é que Elon Musk está tentando dizer que o futuro estará nas criptomoedas, afinal, foi o empresário quem redefiniu o mercado de automóveis com seus carros elétricos e tornou a Tesla na montadora mais valiosa do mundo, ultrapassando as tradicionais GM e Ford.

Leia também:

  • Carrefour compra Big Brasil por R$ 7,5 bi.
  • Chineses querem pagar 100% a credores para evitar falência da MMX.
  • Cresce demanda por respiradores usados em pacientes de Covid-19
  • União Europeia e Reino Unido brigam pela vacina da AstraZeneca
  • Petrobras corta mais uma vez o preço da gasolina
  • KFC perde batalha na guerra do frango frito com Popeyes
Continua após a publicidade
Publicidade