Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Termina 1ª etapa do leilão e Guarulhos tem 10 propostas

Por Silvana Mautone, Altamiro Silva Junior e Fernanda Guimarães

São Paulo – Terminou há pouco a primeira etapa do leilão dos aeroportos de Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Brasília, que está sendo realizado na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. Essa etapa consistiu na abertura dos envelopes com as propostas entregues na última quinta-feira. O aeroporto de Guarulhos recebeu dez propostas, o de Campinas, quatro, e o de Brasília, oito.

A maior proposta pelo aeroporto de Guarulhos foi feita pelo consórcio liderado pela Invepar em parceria com a sul-africana ACSA, de R$ 16,213 bilhões, o que significa um ágio de 373% em relação ao preço mínimo estabelecido pelo governo. O segundo maior lance para Guarulhos foi da EcoRodovias, de R$ 12,863 bilhões, um ágio de 275%.

Para o aeroporto de Brasília, a maior proposta foi do consórcio liderado pela Engevix, com oferta de R$ 3,513 bilhões, o que representa ágio de 503%. A oferta da Invepar ficou próxima, com lance de R$ 3,213 bilhões, e ágio de 452%.

Em Campinas, a Triunfo (TPI) fez o maior lance, de R$ 3,821 bilhões, ágio de 159%, seguido pela Odebrecht, que propôs R$ 2,524 bilhões, ágio de 71% ante o preço mínimo estabelecido.

Irão para a disputa viva-voz os consórcios que ofereceram as três maiores ofertas válidas para cada um dos três aeroportos e os que apresentaram ofertas cujo valor for equivalente a pelo menos 90% da maior oferta válida.

Os vencedores finais serão os consórcios cujas ofertas combinadas dos três aeroportos propiciarem ao governo a maior arrecadação. A Infraero permanece nos aeroportos concedidos com participação acionária de 49%.