Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Tenho direito vitalício ao cargo de presidente do Conselho’, diz Abilio

Em reunião tensa com o Casino, Abilio Diniz defende sua presença no Pão de Açúcar e rebate quem o coloca na Brasil Foods; leia o discurso do empresário na íntegra

Se o Casino, atual controlador do Grupo Pão de Açúcar, defendeu na assembleia de hoje que Abilio Diniz teria de renunciar ao cargo de presidente do Conselho por “conflito de interesse”, o empresário também não deixou de apresentar seus motivos para ficar no cargo. Entre eles, estava o direito vitalício por ser filho do fundador do Pão de Açúcar e o de ter trabalhado por décadas para o crescimento da maior varejista do país.

“O acordo de acionistas prevê que tenho direito vitalício ao cargo de presidente do conselho de administração… a razão de ser de tal direito é óbvia. Trata-se do reconhecimento de que tenho muito a contribuir para a CBD, enquanto tiver saúde e disposição para o trabalho”, afirmou o empresário em seu voto-registro.

Sobre sua indicação ao cargo de presidente do conselho da fabricante de alimentos BRF, motivo que teria causado a mais recente desavença com o sócio francês, Abilio afirma no documento que “não há nada de concreto a ser discutido” e nega que tal indicação tenha sido feita.

Para ler a reportagem completa, acesse

Leia também:

Pão de Açúcar tem lucro recorde de R$ 1,156 bi em 2012