Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Temer: “Alguns pretendem parar o país, mas não conseguirão”

Presidente comemora a aprovação de medidas no Congresso e comenta dados econômicos, como a redução da inflação

Por Da redação Atualizado em 30 jun 2017, 20h31 - Publicado em 30 jun 2017, 19h19

O presidente Michel Temer divulgou nesta sexta-feira um vídeo nas redes sociais no qual afirmou que “alguns” pretendem parar o país, mas “não conseguirão”.

A divulgação ocorre no dia em que centrais sindicais e movimentos sociais convocaram uma série de paralisações e manifestações contra a reforma trabalhista, aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado na quarta-feira.

No vídeo, Temer comemora a aprovação de medidas no Congresso, além de comentar dados econômicos, como a redução da inflação.

Em um trecho, Temer afirma que a inflação chegou ao menor índice em dez anos no mês de maio, com 3,6% no acumulado em 12 meses e que isso, aliado ao que chamou de muito trabalho, permitiu a redução da meta de inflação anunciada nesta semana.

Continua após a publicidade

“Nesta última quinta-feira, por exemplo, o Conselho Monetário Nacional reduziu a meta de inflação para 4,25% em 2019 e 4% em 2020″, disse Temer no pronunciamento.”Isso não é pouca coisa. É resultado de muito trabalho e esforço. Só conseguimos fazer isso porque a inflação vem caindo fortemente, e a inflação vai continuar caindo cada vez mais, colocando o Brasil ao lado das economias mais avançadas e modernas do mundo.”

Temer também comemorou a aprovação da reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e disse que as alterações permitirão que as empresas abram mais vagas de trabalho.

“Estamos resolvendo problemas que ficaram décadas sem solução”, afirmou, e observou que “tivemos abertura de novos empregos em três dos cinco primeiros meses deste ano, em fevereiro, abril e maio”.

“A terceira boa nova dessa semana foi a conclusão pela Câmara dos Deputados da aprovação da medida provisória que define regras para a regularização fundiária urbana e rural”, citou.

O presidente lembrou que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1% no primeiro trimestre de 2017, ante os três meses anteriores, e disse que “com o aumento do investimento, a aceleração do consumo e as ações que estão reduzindo a taxa de juros, logo, logo teremos a volta definitiva do crescimento e do emprego.”

(Com Reuters)

 

Continua após a publicidade
Publicidade