Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tem ‘boa ideia’ em“The Big Bang Theory”

A Cachaça 51 aparece num episódio de uma das mais famosas séries americanas como parte de uma estratégia para ampliar o reconhecimento da marca

O 21º episódio do seriado norte-americano “The Big Bang Theory”, transmitido pelo canal CBS, contou com um item especial na cozinha da personagem Penny, interpretada por Kaley Cuoco: uma garrafa da Cachaça 51. Penny queria preparar uma legítima caipirinha brasileira? Pode ser. Mas a garrafa foi colocada ali como estratégia de marketing da Cia. Müller de Bebidas, empresa que gerencia a marca.

Criada e desenvolvida pela agência 3 Apitos e pela produtora de conteúdo Monarca Group, a medida – que consiste em inserir o produto na decoração como se ele fizesse parte do cenário – é apenas o começo de algo maior. “Essa foi apenas a primeira etapa”, diz Paula Videira, gerente de marketing da Cia. Müller de Bebidas.

Apesar de não revelar mais detalhes, Paula afirma que a medida visa aumentar o número de exportações da cachaça a partir de um reconhecimento do produto fora do território brasileiro.

Estratégia – A ideia principal para expor a 51 era procurar um veículo de repercussão mundial para divulgação. Optou-se por uma produção norte-americana devido à grandeza da indústria cinematográfica dos EUA.

Segundo a executiva, primeiramente fez-se uma avaliação dos seriados para encontrar o que fosse mais viável para promover o produto. “‘The Big Bang Theory’ é um dos seriados de maior audiência no Brasil e um dos que mais é transmitido no mundo todo”, afirma Paula.

A ação foi promovida algumas semanas após os EUA reconhecerem a cachaça como um produto genuinamente brasileiro pelo Alcohol and Tobacco Tax and Trade Bureau (TTB). A bebida foi classificada como um tipo distinto de rum tipicamente brasileiro. A estratégia é fundamental para fazer com que o produto se torne mundialmente conhecido.

Leia também:

Brasil quer entrar no mercado das cervejas especiais

Britânica Diageo compra cachaça Ypióca por R$ 900 mi

EUA e Brasil chegam a acordo para proteger bourbon e cachaça