Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Telefônica e sindicatos acertam plano de demissões

São Paulo, 10 mar (EFE).- A Telefônica e os sindicatos do setor telefônico de São Paulo e Rio de Janeiro chegaram a um acordo para a aplicação de um plano de demissões, que faz parte do processo de integração com a operadora de telefonia celular Vivo, anunciou a companhia neste sábado.

Em comunicado, a empresa indicou que na sexta-feira foi alcançado um acordo para ‘definir as regras de desligamento de alguns de seus colaboradores’, que terão ‘condições especiais de saída’, como extensão de benefícios e assistência para a recolocação no mercado de trabalho.

O objetivo, apontou a Telefônica, é ‘adequar sua estrutura à nova realidade’, depois da aquisição da Vivo, companhia líder no mercado brasileiro e cujo controle era partilhado até 2010 com a Portugal Telecom.

A Vivo será a marca utilizada pela empresa para a comercialização integrada de todos seus serviços de telefonia celular, fixa, internet, transmissão de dados, entre outras.

‘A decisão procura minimizar os impactos sobre os profissionais’, apontou a Telefônica, que permanece entre os cinco maiores empregadores privados do Brasil, com cerca de 106 mil trabalhadores diretos nas empresas Telesp-Vivo, Atento, Terra e T-Gestiona.

Fontes da empresa consultadas pela Agência Efe desmentiram versões publicadas neste sábado pelos jornais brasileiros que apontam a saída de entre 1,5 mil e 2 mil funcionários depois da assinatura do acordo com os sindicatos.

‘Não se trata de um plano de demissões voluntárias, mas de um plano de demissões com as melhores condições do mercado de trabalho brasileiro, mas não se pode quantificar ainda o número de empregados que farão parte dele’, revelou a fonte. EFE