Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Superávit comercial do Brasil soma US$ 29,8 bi em 2011

O resultado do ano é o melhor desde 2007, quando o superávit acumulado havia ficado em 40 bilhões de dólares

Por Da Redação 2 jan 2012, 15h06

Ainda neste trimestre, novas medidas de incentivo às exportações devem ser adotadas pelo governo, diz secretário

A balança comercial brasileira fechou 2011 com saldo positivo acumulado em 29,790 bilhões de dólares, informou nesta segunda-feira o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Somente em dezembro, o superávit ficou em 3,817 bilhões de dólares.

O resultado do ano foi o melhor desde 2007, quando o superávit ficou em 40 bilhões de dólares. A cifra de 2011 é 47,8% maior que o saldo visto em 2010, de 20,155 bilhões de dólares.

As exportações totalizaram em dezembro 22,129 bilhões de dólares. No acumulado do ano, atingiram 256,041 bilhões de dólares. A cifra ficou pouco abaixo da meta do governo, de 257 bilhões de dólares. O principal destino das vendas brasileiras no exterior foi a Ásia, com 30% do total. A China sozinha respondeu por 17,3%.

As importações ficaram em 18,312 bilhões de dólares em dezembro, enquanto, no acumulado do ano, atingiram 226,251 bilhões de dólares.

De acordo com secretário-executivo do Ministério, Alessandro Teixeira, o comércio exterior brasileiro deve fechar 2011 representando 1,42% do comércio mundial. Em 2010, essa fatia foi de 1,30%.

Mais incentivo – Teixeira acrescentou que, ainda neste trimestre, novas medidas de incentivo às exportações devem ser adotadas pelo governo. Ele, no entanto, não adiantou quais poderiam ser essas ações, limitando-se a indicar que podem ocorrer no segmento de crédito.

Segundo o secretário, as medidas deverão incentivar as exportações de manufaturados, de alta e média tecnologias. “Sempre que pensamos em medida, o crédito é um elemento importante”, afirmou o secretário-executivo.

(com Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)