Clique e assine com até 92% de desconto

Superávit comercial do Brasil cai 8,25% em julho

Por Da Redação 1 ago 2012, 18h06

Rio de Janeiro, 1 ago (EFE).- O Brasil registrou em julho um superávit comercial de cerca de US$ 2,87 bilhões (R$ 5,9 bilhões), 8,25% menor que o do mesmo mês do ano passado, informou nesta quarta-feira o governo.

A queda do superávit aconteceu porque as exportações diminuíram o mês passado a um ritmo superior ao das importações, como consequência da crise econômica internacional.

O Brasil realizou em julho exportações de cerca de US$ 21 bilhões (R$ 43 bilhões), com uma queda de 5,6% frente ao mesmo mês de 2011, e importações de cerca de US4 18,1 bilhões (R$ 37 bilhões), 5,2% a menos na mesma comparação, segundo o boletim divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Apesar disso, o superávit de julho foi o segundo mais alto no ano, só superado pelo de maio, que alcançou os cerca de US$ 2,95 bilhões (R$ 6 bilhões).

O superávit acumulado nos sete primeiros meses de 2012 foi de cerca de US$ 9,94 bilhões (R$ 20 bilhões), com uma queda de 38,2% frente ao mesmo período do ano passado, que somou US$ 16 bilhões (R$ 32,9 bilhões).

As exportações entre janeiro e julho deste ano somaram US$ 138 bilhões (R$ 283,2 bilhões), com uma ligeira redução de 1,76% frente ao mesmo período de 2011.

Apesar da desvalorização do real nos últimos meses frente ao dólar, as importações brasileiras nos sete primeiros meses do ano subiram 3,1%, ficando em US$ 128,2 bilhões (R$ 262,8 bilhões).

O Brasil terminou 2011 com um superávit comercial de cerca de US$ 29,7 bilhões (R$ 61 bilhões), valor 47,8% superior ao de 2010.

A previsão dos analistas do mercado é que o país consiga neste ano um superávit de US$ 18 bilhões (R$ 36,8 bilhões), 39,6% inferior ao de 2011. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade