Clique e assine a partir de 9,90/mês

Standard & Poor’s rebaixa notas de nove países europeus

Pioram as classificações de risco de Chipre, Itália, Portugal, Espanha, Malta, Eslováquia, Eslovênia, Áustria e França

Por Da Redação - 13 jan 2012, 19h08

Avaliação da dívida portuguesa atingiu a categoria ‘lixo’

Áustria e França perderam o chamado ‘triplo A’, que é a melhor nota de solvência da S&P

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou, nesta sexta-feira, os ratings de longo prazo das dívidas soberanas de nove países da União Europeia. A decisão foi anunciada em comunicado da agência enviado aos mercados e à imprensa internacional.

Chipre, Itália, Portugal e Espanha tiveram suas notas reduzidas em dois graus – a avaliação da dívida portuguesa atingiu, inclusive, a categoria apelidada de ‘lixo’.

Foram cortadas em um grau as notas de Malta, Eslováquia, Eslovênia, Áustria e França – estes dois últimos países perderam o chamado ‘triplo A’, que é a melhor nota de solvência que existe.

A S&P manteve os ratings de longo prazo da Bélgica, Estônia, Finlândia, Alemanha, Irlanda, Luxemburgo e Holanda – mas os manteve em perspectiva negativa.

O restante dos países saiu da zona de observação, onde estavam desde 5 de dezembro do ano passado.

Continua após a publicidade

Entenda como funcionam as agências de classificação de risco

O que esperar – A agência disse ainda que alguns países que foram rebaixados podem ter suas notas reduzidas mais uma vez em 2012 ou 2013. “Em nossa visão, as iniciativas tomadas pelos líderes europeus nas últimas semanas podem ser insuficientes para acabar completamente com o stress sistêmico na zona do euro”, apontou a S&P.

Reação – O Eurogrupo – que congrega os ministros das Finanças da zona do euro – reafirmou nesta sexta-feira sua firme determinação de fazer tudo o que for necessário para superar a crise da dívida, garantir finanças públicas sólidas e voltar ao caminho do crescimento e da criação de empregos.

Leia mais:

Leia mais: Ministro confirma rebaixamento da nota da França

Rebaixamento da França não compromete rating de fundo europeu

(com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade