Clique e assine a partir de 9,90/mês

SP terá redução de frota de ônibus e suspensão de coleta de lixo

As linhas noturnas terão maior tempo de intervalo entre uma viagem e outra - linhas com intervalos de 15 minutos passarão para 30 minutos

Por André Siqueira - Atualizado em 24 Maio 2018, 19h47 - Publicado em 24 Maio 2018, 19h38

O impasse em relação à continuidade da greve dos caminhoneiros deve afetar alguns serviços públicos em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, a coleta de lixo e o transporte público funcionarão em situação de contingência.

Em São Paulo, a Prefeitura informou que a frota de ônibus da SPTrans pode ser reduzida em até 50%. As linhas noturnas terão, ainda, maior tempo de intervalo entre uma viagem e outra – linhas com intervalos de 15 minutos passarão para 30 minutos e as com meia hora sairão de uma em uma hora. Em razão disso, o rodízio municipal de veículos será suspenso novamente. A orientação da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes é que a SPTrans e a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) reforcem as equipes de rua, a fim de orientar os passageiros e motoristas sobre as mudanças. 

A coleta de lixo é outro serviço a ser afetado. A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) informou que a coleta de resíduos domiciliares (lixo comum e recicláveis) estará suspensa nesta sexta-feira. ”A Prefeitura pede que os munícipes não coloquem o lixo para fora até a retomada da operação dos caminhões”, diz a nota. Em outro trecho, afirmam que a limpeza de pós feiras, recolhimento de animais mortos e coleta de resíduos hospitalares serão executados normalmente. 

No Rio de Janeiro, entre 60% e 70% da frota estará em circulação nesta sexta-feira, segundo a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). A Federação tem recorrido à utilização do combustível armazenado em veículos da reserva técnica ou que estão em manutenção preventiva. 

Educação

As aulas estão mantidas em toda a rede municipal de São Paulo nesta sexta-feira. Mas, segundo informações da Secretaria Municipal de Educação, a partir de segunda-feira pode haver impacto na entrega de produtos perecíveis, o que impacta a merenda. A partir de segunda também pode haver problemas na entrega do programa Leve-Leite.

 

Continua após a publicidade
Publicidade