Clique e assine a partir de 9,90/mês

SP terá 70% da frota de ônibus na quarta; rodízio de carros está suspenso

Serviços hospitalares, como cirurgias não eletivas, serão normalizados nesta quarta; escolas municipais e o serviço de coleta de lixo operarão normalmente

Por Da redação - Atualizado em 29 maio 2018, 20h41 - Publicado em 29 maio 2018, 20h14

A Prefeitura de São Paulo informou que entre 60% e 70% da frota de ônibus da capital deve operar nesta quarta-feira, 30. O motivo é a greve dos caminhoneiros, que entrou no seu nono dia hoje e provocou desabastecimento de combustíveis e outros produtos em todo o país.  As linhas de trólebus da cidade devem operar com a frota máxima, assim como as vans do serviço Atende.

Já o rodízio municipal de veículos continuará suspenso amanhã, de acordo com a CET. A companhia informou que os agentes de trânsito foram orientados a não aplicar multas aos motoristas que tiverem pane seca.

 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que a realização de cirurgias eletivas será normalizada nesta quarta-feira em todas as unidades da Autarquia Hospitalar Municipal (AHM). A remoção de pacientes para exames também será restabelecida. Já os exames de rotinas feitos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) não serão realizados.

Continua após a publicidade

A Secretaria Municipal de Educação, por sua vez, informa que as escolas da rede municipal de São Paulo também funcionarão normalmente amanhã.

A coleta de lixo domiciliar opera normalmente. A coleta seletiva segue suspensa, mas a hospitalar, a limpeza pós-feiras livres e o recolhimento de animais mortos estão mantidos.

O serviço segue funcionando normalmente nesta quarta-feira (30) após o reabastecimento dos veículos nos postos disponibilizados pelo Sincopetro. O serviço conta com o estoque de urnas funerárias que garantem o atendimento por 15 dias.

Publicidade