Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

S&P rebaixa rating da Espanha

A diminuição da nota de longo prazo da Espanha foi de BBB+ para BBB- e, a de curto prazo de A-2 para A-3. A agência manteve perspectiva negativa

Por Da Redação 10 out 2012, 20h28

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s anunciou nesta quarta-feira o rebaixamento da nota de longo prazo da Espanha de BBB+ para BBB- e a de curto prazo de A-2 para A-3, e manteve a perspectiva negativa.

De acordo com a S&P, o rebaixamento “reflete nossa visão de aumento dos riscos para as finanças públicas da Espanha devido ao crescimento das pressões econômicas e políticas”.

Segundo a agência, as respostas do governo provavelmente serão reduzidas pelo aprofundamento na recessão econômica, o que pode levar a um aumento no descontentamento social e nas tensões entre o governo central e os governos regionais.

Leia também:

Banco da Espanha vê risco de não cumprimento da meta de déficit para 2012

Espanha quer melhorar visão do FMI sobre sua economia

Na visão da S&P, a capacidade das instituições políticas na Espanha de lidar com os desafios sérios impostos pelo atual ambiente econômico e a crise financeira está diminuindo, uma das razões que provocou a revisão do rating de crédito soberano do país em duas notas.

Continua após a publicidade

Com a aproximação das eleições locais e com vários governos regionais enfrentando dificuldades financeiras significativas, as tensões entre os governos regionais e central estão crescendo, levando a uma diluição insustentável das decisões políticas. “Esses problemas domésticos limitam as opções políticas do governo central”, afirmou a S&P.

“Ao mesmo tempo, a Espanha passa por uma severa e profunda recessão econômica como ficou refletido em nossa projeção para o PIB real para -1,8% em 2012 e -1,4% em 2013.”

A perspectiva negativa da S&P reflete a visão de que os riscos domésticos e externos para a posição financeira da Espanha, e o impacto que pode ter esses riscos para a solvência do país.

Leia também:

Canárias são a 5ª região espanhola a pedir ajuda financeira

Andaluzia pede ajuda de 4,9 bilhões de euros

BCE afirma que programa de compra de dívida soberana está pronto

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade