Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

S&P pode reduzir rating de crédito soberano do Paraguai

NOVA YORK, 25 Jun (Reuters) – A agência de classificação de risco Standard & Poor’s colocou o rating de crédito soberano do Paraguai sob revisão negativa, citando a incerteza política e econômica após o impeachment do presidente Fernando Lugo.

“A revisão negativa reflete os crescentes riscos de crédito devido a possíveis ramificações políticas e econômicas da mudança abrupta no governo, e a saída de importantes autoridades econômicas do governo”, disse a S&P em nota.

“A mudança abrupta na liderança política e em importantes cargos econômicos levanta incerteza sobre a implementação de políticas econômicas em um país com instituições públicas relativamente fracas”, adicionou a nota.

O Congresso paraguaio afastou Lugo do cargo no final da semana passada após um impeachment relâmpago que o presidente afirmou disfarçar um golpe, mas prometeu aceitar.

O novo presidente, da centro-direita, deu posse a seu gabinete nesta segunda-feira enquanto nações vizinhas intensificaram pressão diplomática sobre o afastamento de Lugo.

“Além disso, os principais parceiros comerciais do Paraguai (Argentina e Brasil) ameaçaram a possibilidade de sanções econômicas que, caso ativadas, prejudicariam as perspectivas econômicas do país e levariam a piora em indicadores fiscais e externos, que até agora têm sido dois dos principais fatores de apoio ao crédito paraguaio”, disse a nota da S&P.

Mas “níveis sólidos” de reservas externas e o baixo nível de dívida líquida do governo paraguaio “mitigam os problemas a curto prazo sobre o rolamento de sua dívida”.

A S&P espera definir a revisão nos próximos três meses, disse a nota.

A agência atualmente classifica o Paraguai como “BB-“.

(Reportagem de Luciana Lopez)