Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

SP: Motorola e Nokia são campeãs de queixas no Procon

Entre as fabricantes de celulares, Motorola tem maior número de reclamações. Nokia vem em segundo lugar, seguida por Samsung e LG

Motorola e Nokia foram as fabricantes de celulares e smartphones alvo do maior número de reclamações dos consumidores paulistas em 2012, segundo levantamento do Procon-SP divulgado nesta terça-feira. Além disso, as empresas acumulam os piores índices de solução dos problemas reclamados.

As falhas de funcionamento e durabilidade dos aparelhos estão entre as principais reclamações dos consumidores – e o problema se agrava com um atendimento pós-venda ainda inadequado. Segundo o Procon, as empresas alegam que o mau uso dos aparelhos é a principal causa de falhas.

“Se em determinados países trocar um celular com defeito é algo muito simples, aqui o consumidor precisa muitas vezes recorrer a um órgão público como o Procon ou até mesmo ao Poder Judiciário”, disse Paulo Arthur Góes, diretor executivo da Fundação Procon-SP, em nota. Ele destaca ainda que as multinacionais fabricantes de aparelhos adotam no Brasil políticas de pós-venda inferiores àquelas aplicadas em outros mercados.

Leia também:

TIM é campeã de reclamações no site Reclame Aqui

Venda de smartphone passa a de celular comum pela 1ª vez

Ainda segundo o Procon-SP, o número de queixas tem aumentado neste ano. Ao comparar dados do primeiro trimestre do ano passado com os deste ano, houve aumento de 14,7% no número de queixas, passando de 742 (2012) para 851 (2013). A Motorola, que está na liderança nos dois períodos, teve alta de 16% nos números de reclamação. A Samsung teve um aumento muito superior, de 69% e passou do terceiro lugar na lista do 1º trimestre de 2012 para o segundo neste ano.

Veja abaixo as principais reclamações dos consumidores paulistas: