Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

S&P mantém nota dos EUA em AA+, apesar do impasse no Congresso

Washington, 21 nov (EFE).- A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) manteve a nota da dívida soberana dos Estados Unidos em AA+, com perspectiva negativa, destacando que a avaliação não foi afetada pelo fracasso do comitê do Congresso americano em obter um acordo para reduzir a dívida pública do país.

‘A incapacidade do comitê em acertar medidas fiscais que possam estabilizar a dívida do governo dos EUA é consistente com nossa decisão de agosto de revisar para baixo nossa nota para AA+’, justifica a Standard & Poors.

O comitê bipartidário do Congresso tinha encomendado a elaboração de um plano pactuado de redução do déficit em US$ 1,2 trilhão nos próximos dez anos nos Estados Unidos.

Agora os legisladores terão de obter um acordo para evitar os cortes automáticos em defesa e programas sociais pelo mesmo montante que entrariam em vigor em 2013.

‘No entanto, esperamos que a fiscalização da despesa discricionária definida na Lei de Controle Orçamentário continue vigente. Se esses limites forem flexibilizados, a pressão para rebaixar a avaliação pode aumentar’, alerta a agência.

Em agosto passado, a S&P surpreendeu ao rebaixar a nota dos EUA do histórico ‘triplo A’ (AAA) – nível mais alto – para AA+, após uma dura batalha parlamentar sobre a elevação do teto da dívida americana.

Em setembro, fim do ano fiscal de 2011, o déficit dos EUA foi de US$ 1,3 trilhão, o que representa 8,6% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo dados do Escritório de Orçamento do Congresso. EFE