Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

S&P coloca nota da União Europeia em perspectiva negativa

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) colocou nesta quarta-feira sob perspectiva negativa a nota da dívida da União Europeia, que atualmente é “AAA”, a mais alta possível.

A S&P, que mantém essa nota para a UE desde 1976, explicou que o financiamento do bloco sofrerá as consequências da crise da dívida soberana da Zona Euro.

Essa advertência ocorre dois dias depois de a agência colocar também sob perspectiva negativa 15 países da Zona Euro, seis dos quais têm nota “AAA”. Essa advertência significa que há uma chance de 50% de suas notas serem reduzidas nos próximos três meses.

Nesta terça-feira, a entidade de classificação rebaixou o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (Feef), que também ostentava o “Triple A”.

“A colocação da nota da UE sob perspectiva negativa expressa nossas preocupações em relação às potenciais repercussões do serviço da dívida nos Estados da Zona Euro, em um contexto onte consideramos que existe um agravamento dos problemas políticos, financeiros e monetários da Zona Euro”, escreveu a S&P.

“Os membros da Zona Euro representam 62% do total das receitas orçamentárias da UE em 2011”, das quais 16% são alemãs e 14% franceses, completou a S&P.

A UE proíbe endividar-se diretamente para financiar o déficit, os tratados prevêem que este seja equilibrado pelos Estados-membros. No entanto, emitiu títulos com uma validade de cinco a 15 anos para financiar a ajuda aos países-membros que passam por dificuldades (Hungria, Romênia, Grécia, Irlanda e Portugal).