Clique e assine com até 92% de desconto

Sonda e Livraria Cultura estudam abrir capital

Segundo presidente do Sonda, varejista está preparada e estruturada para fazer oferta pública; Livraria Cultura diz que já segue as exigências de cia aberta

Por Da Redação 1 ago 2012, 14h34

A rede de supermercados Sonda está preparada para a abertura de capital, nas palavras do presidente José Domingo Barral. De acordo com o executivo, que já atuou no Pão de Açúcar e liderou o processo de reestruturação do Assaí, a empresa tem pronta toda a estrutura para um IPO (oferta pública de ações, na sigla em inglês). “Só depende do interesse dos acionistas”, disse. Barral foi contratado há quase dois anos para profissionalizar a rede de supermercados da família Sonda.

Outra varejista que estuda negociar ações na bolsa de valores é a Livraria Cultura, contou o presidente do conselho de administração da empresa, Pedro Herz. Segundo ele, a Cultura já segue todas as exigências de companhia aberta, mas ainda não sabe quando dará início ao processo.

Já a presidente da Le Postiche, Alessandra Restaino, disse que a empresa avalia várias possibilidades de expansão, sendo que um IPO está entre elas. A executiva preferiu, no entanto, não comentar em qual fase estão os estudos. Todos os executivos participaram nesta quarta-feira do painel “A profissionalização de empresas familiares”, apresentado no evento Brazilian RetailWeek 2012.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade