Clique e assine a partir de 9,90/mês

Skanska diz que unidade brasileira será incluída em investigação sobre Petrobras

Construtora disse que tem "tolerância zero" com corrupção e leva a situação com seriedade

Por Da Redação - 24 Mar 2015, 13h10

A construtora sueca Skanska AB disse nesta terça-feira que a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) anunciaram que sua unidade brasileira, a Skanska do Brasil, será incluída na investigação sobre corrupção na Petrobras, no âmbito da Operação Lava Jato.

Em julho do ano passado, a Skanska anunciou que iria desfazer as operações na América Latina e deixar o mercado local. Um novo presidente de negócios foi nomeado para a subsidiária e uma série de outros cargos relevantes também ganharam novos ocupantes, informou a empresa.

Leia mais:

Graça Foster falará à CPI da Petrobras nesta quinta-feira

Continua após a publicidade

Empreiteiro admite ter pago R$ 10 mi por contratos com Petrobras

A Skanska afirmou estar concluindo contratos de construção existentes, mas diz que não entrou na licitação de novos projetos. As operações e negócios de manutenção na América Latina serão desmantelados, disse a companhia. “A Skanska tem tolerância zero à corrupção”, disse a empresa em comunicado.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade