Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Sindicato patronal depende pouco do imposto sindical

As entidades patronais contam os recursos do Sistema S (Sesc, Sesi, Senai etc), uma fonte de arrecadação muito maior que o imposto sindical

Por Da redação
Atualizado em 3 Maio 2017, 20h59 - Publicado em 3 Maio 2017, 08h01

O imposto sindical representa pouco para o caixa das entidades patronais. Reportagem da Folha de S.Paulo, publicada nesta quarta-feira, informa que o imposto sindical representou apenas 11% do orçamento administrado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

As entidades patronais apoiam o fim do imposto sindical, previsto na reforma trabalhista. Cobrado compulsoriamente de todos os trabalhadores e empresas, o imposto sindical é repassado para sindicatos, federações, confederações de representação de patrões e empregados.

De acordo com a reportagem, as entidades patronais, como Fiesp e Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) contam com outra fonte de recurso muito maior que o imposto sindical. São as taxas previstas em contratos firmados para gerir o Sistema S (Sesc, Sesi, Senai etc), que arrecadou 16 bilhões de reais em 2016.

Só no ano passado, a Fiesp conseguiu 100 milhões com o repasse dessas taxas, o equivalente a 60% do orçamento da entidade.

Continua após a publicidade

As centrais devem se reunir amanhã para decidir agenda de mobilização. Entre as propostas em estudo está uma marcha à Brasília ou a organização de mais uma greve geral. Elas organizaram uma greve geral na sexta-feira passada contra as reformas trabalhista e da Previdência.

O texto da reforma trabalhista foi aprovado na Câmara e agora será analisado pelo Senado. A reforma da Previdência está em discussão em comissão especial da Câmara.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.