Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Setor de telefonia lidera lista de reclamações em 2014

Telefonia fixa e móvel responderam, respectivamente, por 9,8% e 9,5% das 2,37 milhões de reclamações registradas pelos Procons do país no ano passado

O setor de telefonia liderou o ranking de reclamações registradas pelos Procons de todo o país no ano passado. A telefonia fixa e móvel responderam, respectivamente, por 9,8% e 9,5% das 2.371.901 reclamações de 2014. Considerando demandas que não têm relação com consumo, como questões de natureza previdenciária ou trabalhistas, o total de queixas chega a 2.490.769, ligeiramente acima dos 2.481.958 atendimentos de 2013.

Na lista de empresas de telecomunicações com mais reclamações, o primeiro posto foi ocupado pela Oi, com 196.377 queixas, seguida pela Vivo (111.778) e Claro (110.339).

Atrás do setor de telefonia, aparecem bancos (7%) e cartões de crédito (6,5%). A grande maioria dos problemas apresentados diz respeito à cobrança (35,6%). Problemas na oferta (17,7%) e vício ou má qualidade de produto ou serviço (15,6%) vêm em seguida na lista de reclamações. Entre os bancos, o Itaú foi o campeão de reclamações, com 81.537.

Ponto Frio, Casas Bahia e Extra estão no topo da lista do varejo, com 50.585 queixas. Na indústria, a Samsung é a que mais teve reclamações: 29.250. A Celpa (distribuidora de energia do Pará) teve 7.864 demandas nos Procons em 2014 e liderou no setor de energia elétrica. Entre as empresas que oferecem planos de saúde, a Amil teve 2.685 queixas. A campeã das reclamações entre as companhias aéreas foi a TAM, com 3.507 reclamações.

Leia mais:

Procon cria aplicativo para receber queixas de consumidores no Rio

Anac libera ‘pau de selfie’ na bagagem de mão

(Com Estadão Conteúdo)