Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sara Lee registra prejuízo de US$ 2 milhões

Por Paula Moura

Nova York – A companhia Sara Lee passou de lucro para prejuízo no terceiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de março, de US$ 2 milhões, ou menos de 1 cent por ação, ante lucro de US$ 153 milhões, ou 25 cents por ação, no ano mesmo período do ano anterior. A queda do volume de vendas limitou o crescimento da receita da empresa. Excluindo-se depreciação e a venda de negócios, o lucro ajustado das operações contínuas caiu de 22 cents para 20 cents. A receita aumentou 2,1%, para US$ 1,9 bilhão.

A margem operacional recuou de 10,4% para 3,5%. Para o ano, a empresa espera uma queda do lucro para o meio do intervalo previsto de 89 cents a 95 cents por ação. A receita com vendas deve ficar no patamar mais baixo da expectativa entre US$ 7,9 bilhões a US$ 8,15 bilhões.

A Sara Lee, antes dona de diversas marcas e produtos, trabalhou para vender alguns negócios e estreitar seu foco nos últimos anos. A empresa também está em processo de divisão, separando-se em uma unidade norte-americana, que inclui as marcas Jimmy Dean e Hillshire Farms, e uma companhia internacional de café e chá, que terá o nome de D.E. Master Blenders 1753, em referência à Douwe Egberts, umas das suas marcas mais bem-sucedidas na Europa.

Como outras fabricantes de produtos voltados ao varejo, a Sara Lee aumentou os preços em resposta aos altos custos das commodities. Mas, cautelosos, os consumidores diminuíram as compras, fazendo com que o volume total das vendas da companhia recuasse. A Sara Lee conseguiu repassar o aumento dos custos para consumidores de café e chá em seus principais mercados europeus, mas enfrentou mais desafios nos mercados norte-americanos, onde a alta dos derivados de carne bovina levou a uma queda dos volumes vendidos. Portanto, nestes casos não foi possível cobrir os custos das commodities.

As vendas de carne bovina da Sara Lee – que incluem os segmentos de varejo e carnes especiais dos Estados Unidos – aumentaram 2,4%, para US$ 935 milhões no trimestre e o volume deu sinais de estabilização, caindo menos de 1%. As do segmento de café e chá avançaram 1,4%, para US$ 938 milhões, embora o volume tenha caído 7,3%. As vendas de produtos de panificadora subiram 3,4%, para US$ 30 milhões. As informações são da Dow Jones.