Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saque do PIS/Pasep de 2017 acaba na sexta-feira; saiba se tem direito

Segundo Caixa e Banco do Brasil, 2,1 milhões de trabalhadores ainda não pegaram o benefício; após o prazo, dinheiro fica com o governo

Cerca de 2,1 milhões de trabalhadores tem até sexta-feira, 28, para sacar o abono salarial do PIS/Pasep referente ao ano de 2017. O valor varia de 84 reais a 998 reais. Quem não fizer o saque até a data, perde o direito ao benefício.

O abono é devido a quem trabalhou por pelo menos 30 dias em 2017 e com remuneração mensal média de até dois salários mínimos por mês (equivalente a 1.874 reais em 2017). A quantia que cada trabalhador recebe é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente no ano-base. Quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo.

No caso do trabalhador da iniciativa privada, o saque do PIS deve ser feito na Caixa Econômica Federal. Segundo o banco, há 1,9 milhão de trabalhadores para receber uma quantia equivalente a 1,3 bilhão de reais. É possível fazer a retirada com o Cartão Cidadão em caixas eletrônicos ou com com documentos como RG, CPF e carteira de trabalho em qualquer agência da Caixa.. Além de ter trabalhado por pelo menos 30 dias e precisar se enquadrar nos critérios financeiros, é preciso que o trabalhador estivesse inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos,e que seus dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Já o Pasep é pago para funcionários públicos, e o saque é feito no Banco do Brasil.  De acordo com o banco, ainda estão disponíveis para saque cerca de 227 mil abonos, para um total de 168 milhões de reais.

Para saber se tem direito ao abono salarial, é possível fazer a consulta das seguintes maneiras. No caso do trabalhador a iniciativa privada, é possível fazer a consulta pela internet no site da Caixa. Clique em “Consultar pagamento”. É necessário cadastrar uma senha para o primeiro acesso. A consulta também pode ser feita pelo telefone (0800 726 0207). Tenha em mãos o número do PIS, CPF e RG. Para o Pasep, a consulta é feita pelo telefone: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 729 0001 (demais cidades).

Reforma pode mudar abono

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência pode mexer no programa de abono salarial. Segundo a proposta do governo, o valor só seria pago a trabalhadores que recebessem o equivalente a um salário mínimo por mês e não dois, como é hoje. No parecer do relator da proposta na comissão especial, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), foi estipulado um meio termo: o teto para que o trabalhador possa receber o PIS/Pasep é receber salário mensal equivalente a 1.364,33 reais. A proposta está em tramitação no Congresso Nacional.

A reforma da Previdência prevê, entre outros pontos, fixar uma idade mínima para que o trabalhador possa pedir a aposentadoria: 62 anos para mulheres e 65 anos para os homens. Após passar pela comissão especial, o texto vai para o plenário da Câmara dos Deputados e, se aprovado, para o Senado.